Blog

9. dez, 2016
6. dez, 2016
6. dez, 2016
17. nov, 2016

Pobre de quem teve medo de correr os riscos. Porque este talvez não se decepcione nunca, nem tenha desilusões, nem sofra como aqueles que têm um sonho a seguir. Mas quando olhar para trás - porque sempre olhamos para trás - vai escutar seu coração dizendo: "O que fizeste com os milagres que Deus semeou por teus dias? O que fizeste com os talentos que teu Mestre te confiou? Enterraste fundo em uma cova, porque tinhas medo de perdê-los. Então, esta é a tua herança: a certeza de que desperdiçaste sua vida".

17. nov, 2016

"Tenho muito medo, mas é o medo de me arriscar e ter que sofrer, de perder o caminho por onde estava indo sem perceber, de não ser a pessoa que eu era antes, ou de não conseguir alcançar o que eu mais almejava na vida, de perder o foco e me arrepender, tudo é feito de uma certa forma de escolhas, se você escolhe um caminho, a questão será, você para e percorre um diferente ou você continua a seguir o mesmo."